A Livraria das Obras Inéditas


Evangelho [Novo testamento]
01/22/2008, 5:08 am
Filed under: A Bíblia dos céticos

Da aparência. No começo era a dor. Depois o Criador inventou o Gelol e a publicidade, donde só então veio o riso. E se fez o ato de inventar júbilo, porque o sofrimento não se expeliu do peito com a gargalhada. A tosse arrancava o catarro e o vírus. A risada só aliviava para que a vida pudesse continuar. E como o riso não vem da vontade deliberada por falta de inerência, pintou-se o riso na cara. A dor se multiplicou, assumiu formas: maçã e batom vermelho em boca de mulher – amor. E uma mulher deixou-lhe a marca de um beijo na ponta do nariz, donde o uso do nariz vermelho. E o abandono lhe fez cachorro, donde pintar às vezes de preto é criar focinho. Sapatos grandes para equilibrar-se nas escolhas dos caminhos mais difíceis. E suspensório para segurar-se no chão e não sair por aí flutuando com balões cheios de ar. No começo era dor e no fim também, mas por que saber disso desde a infância? E sagrou-se assim cavalheiro vagabundo mascarado de alegria.

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

to pra deixar um coment faz tempo.
gostei demais viu!

Comentar por guto respi




Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: