A Livraria das Obras Inéditas


Flor selvagem
04/11/2009, 1:25 am
Filed under: Escrito em confete

Gosto de flor vagabunda, tipo Margarida que dá na calçada. Sem muitas exigências, exuberante, polpuda e aberta tal como se ovos estalados no fogo de uma frigideira brotassem de cabos verdes de planta. A Rosa, fechadinha em anáguas, está sempre atrás de alguma grade medrosa. Tenho pena… Aliás, não sei se é pena… Fico triste com rosa.

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: