A Livraria das Obras Inéditas


Lupanar
05/10/2009, 2:27 am
Filed under: Poesias

Lupanar não se falava em bocas de família.
Pelo menos não em femininas.
Era puteiro, não sabe?
Mas tão parecida com verbo, a danada
às vezes escapulia.
E a inocência desavisada e pouco curiosa,
tão amante das formas e distraída de conteúdos,
quando via os homens altivos cavalgar
achavam bonita a palavra
que parecia upa-lá-lá!

Anúncios

Deixe um Comentário so far
Deixe um comentário



Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: