A Livraria das Obras Inéditas


O amor à caneta
03/07/2012, 4:51 pm
Filed under: Escrito em confete

Guardo seu amor

[que eu não tenho]

no meu sutiã;

bem junto ao seio.

E lá ele vai estar

Até eu perdê-lo

ou o papel se desgastar.

Anúncios
Comentários Desativados em O amor à caneta





Os comentários estão fechados.



%d bloggers like this: