A Livraria das Obras Inéditas


amar meninos
07/05/2012, 1:50 am
Filed under: Escrito em confete

os meninos não tem vergonha de carregar capa e espada.
os homens carregam armas escondidas em paletós.
os meninos…
os meninos tem essa coisa de desafiar a gravidade amarrando um lençol no pescoço.

com meninos velhos tenho diálogos de Tarantino
tudo acaba em algum musical no paralelepípedo.
canalha é só um animal ridículo e fofo.
as palavras violão e bicicleta se completam naturalmente na mesma frase.

você não usa filosofia…
e agora estou rindo porque é tudo uma questão de combinar opostos como se a vida fosse uma moeda com cara e coroa.
rum cubano não passa de conhaque nacional.
conhaque tem sabor de Lupicínio Rodrigues e etc.

há coisas mais importantes do que nós dois,
um breve intervalo na realidade.
de vez em quando eu simplesmente sinto
seu nariz na ponta da minha língua ou
seu cabelo como um anel no meu dedo.
tudo se enche e estoura como um balão vermelho.

sem lamentação.
porque a eternidade é só um premio de consolação.
Vou lavar uma roupa,
jogar paciência
invejar a Gal que canta com perfeição
o Torquato naquela simplicidade toda…
“a coisa mais linda que existe é ter você perto de mim”.
só porque você não está.

estréia  no mallarmargens

Anúncios
Comentários Desativados em amar meninos





Os comentários estão fechados.



%d bloggers like this: